sábado, 2 de janeiro de 2010

"Majorettes" de Benguela na abertura do CAN, recomenda-se


                      "Majorettes" de Benguela, um grupo coeso: 
                           Espectáculo com qualidade garantida

     A cerimónia de inauguração do "Estádio Nacional 11 de Novembro" em Luanda deixou a nú debilidades desconcertantes no capítulo organizativo, quanto ao  espectáculo gimno-desportivo memorável que se pretende. Nunca nenhum país africano  investiu tantos recursos financeiros num campeonato continental. Está em causa o prestígio da nação angolana. Muitas pessoas ficaram preocupadas com o que foi dado a ver na transmissão em directo realizada exitosamente pela TPA, na presença do chefe de estado, presidente Eduardo dos Santos e sua esposa Sra. D. Ana Paula dos Santos. Boquiabertos, vimos surgir nos écrans dos nossos televisores, grupos de crianças e jovens, desfilando praticamente dispersos, sem coesão e sincronismo nos movimentos. Muita improvisação e falta de seriedade. Os organizadores com poder de decisão pareceram ser mais do que os necessários. Como todos queriam aparecer, ao mesmo tempo, a mostrar trabalho ao chefe, acabaram por mostrar que trabalham descordenados, o que é mau. Ou talvez tenha sido bom. Provavelmente o PR tenha constatado que existe gente a soprar os trompetes, quando deveria estar a pintar paredes noutra latitude. Estão colocados no local errado, munidos da competência errada. Por isso, quando dá zebra, ninguém assume e começam a culpar-se uns aos outros, com medo da acção punitiva do chefe.  Ao serem chamados à pedra pela sociedade, vieram à público dizer que o que vimos, afinal não era nada o ensaio para o festival de abertura do CAN, previsto para o dia 10 de Janeiro. Obviamente, a explicação não colheu adeptos, porque burros, já os há em reduzido número. Sem dúvidas, aquele seria o momento  para um pré-ensaio, embora se saiba que sempre se guardam surpresas, neste tipo de actividade. Se não eram os próprios, então quem era aquela gente a desfilar desordenadamente pela pista de tartan no dia 27 de Dezembro?
     Todos os países que organizam eventos desportivos esmeram-se no que apresentam como espectáculo de abertura. Ali se consegue perceber o nível de organização do anfitrião e surgem as primeiras previsões e especulações sobre o que a seguir vem, principalmente por parte da mídia.
    Em Benguela, existe um grupo gimno-desportivo que mostrou o que vale no dia 28, por ocasião da inauguração do "Estádio Nacional de Ombaka" que vai albergar a série C : são as "majorettes". Elas estão sempre presentes em festividades aqui por estas bandas. As actuais integrantes fazem parte da 3ª geração. O grupo se vai renovando para manter uma faixa etária própria. Foram criadas por pessoas conhecidas e respeitadas na comunidade, como as senhoras  Esperdinova Teixeira, Bébé Matos, D. Paula do BPC, D. Calina Carapinha e outras ligadas à Associação "Acácias Rubras". O grupo atingiu um nível de organização notável. São acompanhadas por uma banda própria, que interpreta marchas festivas, com instrumentos de sopro e de percursão.  Se forem mobilizadas, elas poderão contribuir para   um colorido bonito no festival de abertura. Só basta querer. As meninas de Benguela rapidamente conseguirão entrosar-se no esquema geral. Isso eu assino. É show garantido. Agora decidam humildemente, que ainda é tempo !

2 comentários:

menezes chilongo disse...

muıto bom gostei da iniciativa, eu tbem tenho blog
menezeschilongo.blogspot.com

Anónimo disse...

Com essa gente Top 5 à frente só pode dar sucesso.Todas elas minhas amigas e empreendedoras. Boa sorte para a Organização e espero ver Benguela em GRANDE no CAN.
Reigadinha